Juiz da 1ª Vara Eleitoral da Capital de SP destaca segurança da urna eletrônica

O juiz Marco Antônio Martin Vargas, responsável pela 1ª Vara Eleitoral da Capital de São Paulo e membro do Conselho Executivo do IPAM, destaca a segurança da urna eletrônica em seu quarto vídeo da série sobre as Eleições 2020.

“A urna eletrônica é um dispositivo eletrônico seguro, sem qualquer contato com a rede de internet. Portanto, todos os votos nela recepcionados são gravados em cartão de memória e esses dados, após o encerramento da votação, são impressos de modo a comprovar que todos os votos foram efetivamente computados na transmissão de dados”, alerta o magistrado.

Segundo o juiz 1ª Vara Eleitoral, “é importante dizer que todo o processo de lacração é feito sob fiscalização do juiz eleitoral, do Ministério Público Eleitoral, com a participação de partidos políticos e da Ordem dos Advogados do Brasil”.

Ele alerta ainda que neste ano não haverá a biometria por força da pandemia, e para evitar a propagação do coronavírus.

Assistam ao vídeo aqui.

Para entender todo o processo que levou o Brasil a adotar a urna eletrônica, que é segura e sem fraudes, leia o artigo do Dr. Marco Antônio Martin Vargas: Desenvolvimento da urna eletrônica.

Foto Divulgação: Nelson Jr./ASICS/TSE

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2020 © IPAM - Instituto Paulista de Magistrados. Todos os direitos reservados.