Projeto Eu Tenho Voz é destaque na seção Opinião do Jornal de Jundiaí

Na última quinta-feira (dia 9) foi publicado no Jornal de Jundiaí o artigo “Não se cale, é preciso vencer o medo”, assinado pela professora, cronista e coordenadora da associação socioeducacional sem fins lucrativos Casa da Fonte, Maria Cristina Castilho de Andrade, que acompanhou a apresentação do Projeto Eu Tenho Voz presencialmente, no dia 22 de novembro, para cerca de 40 alunos de diversas escolas da região que são apoiados pela ONG.

A educadora destaca em seu artigo a importância do Eu Tenho Voz e das orientações transmitidas pela idealizadora e coordenadora do projeto, juíza Hertha Helena de Oliveira, 2ª vice-presidente do Instituto Paulista de Magistrados (IPAM), e cita como exemplo o texto de uma aluna de 14 anos, após assistir à peça “Marcas da Infância”, que foi a forma lúdica que o projeto escolheu para levar às crianças e adolescentes orientações para de defenderem do abuso sexual por meio da arte.

“Um projeto muito educativo para o desenvolvimento dos alunos para uma educação de direitos das crianças e defesa própria. Infelizmente não são todas as crianças e adolescentes que tiveram o privilégio de ter bons pais e mães, parentes que forneçam carinho, bom convívio familiar. Sempre devemos lembrar de nosso valor e que todos nós temos direitos e devemos colocá-los em prática…”, escreveu a adolescente.

Leia a matéria completa aqui.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − dezessete =

2022 © IPAM - Instituto Paulista de Magistrados. Todos os direitos reservados.