Membro honorário do IPAM escreve para o Estadão sobre Eu Tenho Voz na Rede

No último dia 26 de fevereiro, José Renato Nalini,  membro honorário do Instituto Paulista de Magistrados (IPAM), presidente da Academia Paulista de Letras, reitor da Uniregistral e docente da pós-graduação da Uninove publicou artigo no Estadão intitulado “Eu Tenho Voz”.

Em seu texto, Nalini diz que “Juízas sensíveis do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, sob a liderança de Hertha Helena Rollemberg Padilha de Oliveira e Tania Mara Ahuali, a primeira fundadora do IPAM, perceberam que muitas crianças eram vítimas de violência física e sexual”.

Ainda segundo o artigo, “as magistradas conseguiram congregar colegas, promotoras, advogadas, procuradoras do Estado, psicólogas, assistentes sociais e pessoas que se dispuseram a atuar, voluntariamente, para amparar os inocentes alvos da luxúria, da tara ou da ignorância. O projeto Eu tenho voz inspirou-se na dificuldade que tem a vítima de narrar o que aconteceu com ela”.

Leiam o artigo completo aqui.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2020 © IPAM - Instituto Paulista de Magistrados. Todos os direitos reservados.