Projeto Eu Tenho Voz é apresentado no Fórum de Debates do CNRVV

A juíza e 2ª vice-presidente do IPAM, Hertha Helena Rollemberg Padilha de Oliveira, participou hoje (17) do Fórum de Debates do Centro de Referência às Vítimas de Violência (CNRVV), que teve como tema “A Arte, a Psicologia e o Direito no Enfrentamento da Violência Doméstica/Sexual”, falando sobre o Projeto Eu Tenho Voz, idealizado e coordenado por ela no IPAM.

No evento on-line, realizado por meio da plataforma Google Meet, a magistrada contou sobre o surgimento do projeto e as ações promovidas pelo IPAM, como o treinamento de professores para o recebimento das denúncias. “Sentindo a dificuldade dos professores, nós passamos a ministrar um curso básico de dois dias com técnicas de mediação e técnicas de escuta, para o professor saber como receber e o que fazer depois de receber uma denúncia, já que eles têm muitas questões sobre como proceder”.

A Drª. Hertha apresentou dados importantes sobre a violência contra crianças e adolescentes no país e explicou que com a suspensão das aulas, por conta da pandemia da Covid-19, o Projeto Eu Tenho Voz está se organizando para atuar também de forma virtual, com a mediação dos professores da rede pública.

“Avaliamos internamente como criar uma etapa virtual do projeto, que não só chegasse até o professor, mas também ao aluno. E foram criados quatro vídeos com narrativas pela Cia. NarrAr, responsável pela peça de teatro “Marcas da Infância”, que o projeto apresenta nas escolas. Nesses vídeos são quatro histórias, mais curtas que a peça, mas que levam a mensagem até as crianças”.

Os quatro vídeos ainda não finalizados foram exibidos aos participantes do Fórum, que em seguida puderam discutir as melhores maneiras de veicular o material com mediação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2020 © IPAM - Instituto Paulista de Magistrados. Todos os direitos reservados.