IPAM alerta para aumento de casos de abuso sexual infantil na pandemia

Juíza Hertha Helena Rolemberg Padilha de Oliveira lembra que canal do
Projeto “Eu Tenho Voz” está aberto a denúncias

A juíza Hertha Helena Rolemberg Padilha de Oliveira, coordenadora do Projeto eu Tenho Voz e  2ª vice-presidente do Instituto Paulista de Magistrados (IPAM), alerta para o aumento de casos envolvendo abuso sexual infantil durante a pandemia da Covid-19. “Segundo dados tabulados pela BBC News Brasil, com base no Sistema de Informações Hospitalares do SUS do Ministério da Saúde, estão ocorrendo seis internações diárias por aborto envolvendo meninas de 10 a 14 anos, que engravidam após serem estupradas. Esta é a média do que ocorre no Brasil e esses casos envolvem procedimentos feitos no hospital e internações após abortos espontâneos ou realizados em casa”.

Segundo a vice-presidente do IPAM, “os números assustam, e o caso específico de uma menina de apenas 10 anos nos faz pensar sobre como é importante conter esses abusos”. A cada hora, quatro meninas de até 13 anos são estupradas no país, segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública de 2019. Só em 2020 há registro de pelo menos 642 internações e o país registra uma média anual de 26 mil partos de mães com idades entre 10 a 14 anos.

A Drª Hertha defende a necessidade de maior vigilância nesse período de quarentena e de que qualquer tipo de abuso sexual de crianças e adolescentes seja denunciado imediatamente. ”Quero lembrar que, embora as escolas estejam fechadas por causa da pandemia, o canal aberto no site do IPAM pelo projeto Eu Tenho Voz mantém o recebimento de denúncias, o acolhimento das vítimas e o acompanhamento dos casos em andamento”.

Desde 2016, por meio do projeto Eu Tenho Voz, o IPAM leva informação e sensibilização sobre o tema do abuso e exploração sexual infantil nas escolas de ensino fundamental I e II e nos centros comunitários, com a encenação da peça Marcas da Infância, que traz de maneira leve a discussão de diferentes tipos de violência sem deixar de lado o recado do poder da voz da criança para denunciar essas situações.

“A proteção das crianças e adolescentes é um dever de toda a sociedade. A família, a comunidade, o poder público e cada um de nós tem que estar consciente e agir objetivamente para conter o abuso sexual infantil, que tem aumentando significativamente.  Por tudo isso, é importante que os casos de crianças vítimas de violência física, sexual, psicológica ou negligência familiar sejam denunciados no site do IPAM, pelo email: eutenhovoz@ipam.com.br, ou pelos demais canais de denuncia governamentais disponíveis na plataforma”, finaliza a juíza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2020 © IPAM - Instituto Paulista de Magistrados. Todos os direitos reservados.