Parceira do IPAM na doação de alimentos para mães atua desde 2007

A campanha Mês das Mães do Instituto Paulista de Magistrados, lançada para homenagear as mães com uma ação solidária durante o mês de maio, conta com uma parceira atuante que continua a receber doações dos associados do IPAM e dos profissionais da magistratura e das carreiras jurídicas.

A organização não governamental “Seja o Milagre” foi escolhida pelo IPAM para realizar a doação de cestas com produtos alimentícios, em nome dos associados e doadores do IPAM, para mães com dificuldades para alimentar seus filhos na Comunidade Portelinha, em Capão Redondo, na Zona Sul de São Paulo.

A coordenadora de projetos e mentora da ONG, a assistente social Viviane Ginciene D’Agostino, foi a idealizadora do projeto Mãe Solo, que oferece apoio a mães que moram em condições muito precárias e tentam obter o sustento dos filhos por meio de trabalhos manuais e/ou ocasionais realizados nas ruas das mais diversas formas.

O trabalho da “Seja o Milagre” surgiu em 2007, quando cinco voluntários – uma assistente social, um médico, um empresário, um tatuador e um ex-usuário de drogas – criaram a instituição que hoje conta com cerca de 80 voluntários. A organização sem fins lucrativos e não governamental foi oficializada em 2016, e depois de ter como “sede” até mesmo o salão de festas do prédio em que morava a coordenadora, a ONG deverá se mudar para uma casa na Rua Padre Machado, 264, na Vila Clementino, no bairro de Vila Mariana.

Viviane D’Agostino diz que “todos que trabalham por essa causa criam vínculos profundos para fazer o bem, e ser o milagre na vida delas e dos outros”. Ela explica que o projeto Mãe Solo da ONG atende a mães que criam seus filhos sozinhas e precisam sustentá-las, mas nem sempre têm disponibilidade para trabalhar fora.

“Nós criamos o projeto-piloto Mãe Solo, mas não queremos fazer apenas assistencialismo dando cestas básicas, mas sim capacitar e empregar essas mães. Buscamos parceiros que possam nos auxiliar com a abertura de vagas em empresas dispostas a ofertar emprego, ou fornecendo produtos, estrutura ou insumos para produção ou venda de forma autônoma, promovendo o empreendedorismo e a geração de renda nas comunidades. Nós queremos gerar mulheres independentes que possam, por meio do seu trabalho, ser os maiores exemplos de superação para seus filhos e para a nova geração de mulheres que virão”, afirma a coordenadora.

Ela destaca que a contribuição do IPAM será muito importante para essas mães da Comunidade Portelinha, em Capão Redondo, que em plena pandemia, além de não poderem sair à rua para fazer pequenas vendas, ainda lutam para sustentar seus filhos. “Temos 2 mil mães solo cadastradas, e essas mulheres têm falta de tudo. Faltam condições de moradia, porque essas famílias vivem em barracos que, quando chove, enchem de água e barro. Elas têm falta de assistência médica e de creches, e precisam de produtos alimentícios mais perecíveis, como leite, ovos, frango, verduras, legumes. E também de  fraldas, produtos de higiene pessoal e de limpeza”, lembra Viviane.

A ONG acabou de fazer uma parceria com uma empresa de produtos de beleza e pretende credenciar 30 mães para fazer na própria comunidade cursos de cabeleireiro e estética, além de técnicas de vendas para serem revendedoras dos produtos. “Precisamos de parceiros também para compra de fogão industrial, máquinas de costura, para criar oficinas e cursos, e ensinar essas mulheres a terem uma profissão digna, gerar renda e alimentar seus filhos, além de viverem em condições dignas. E precisamos atender também juridicamente essas pessoas que vivem na comunidade, porque eles estão em um terreno que até hoje não está oficializado, o que as impede de melhorar suas condições de habitação”.

A iniciativa do IPAM permitirá que sejam doadas cestas básicas para essas mães com dificuldades. E você pode contribuir com essa iniciativa depositando na conta abaixo o valor equivalente a uma (R$ 60,00) ou mais cestas, ou qualquer outro valor que puder doar. Quanto maior o valor arrecadado, mais efetivo será o apoio oferecido às mães durante o período programado pelo IPAM para realização da iniciativa.

Ajude a tornar o Mês das Mães um período de conforto e esperança para as mães que serão beneficiadas com a sua doação!

Para doar:
Banco do Brasil (001)
Agência 5949-8
Conta corrente 5033-4
Instituto Paulista de Magistrados
CNPJ: 03.638.478/0001-30

 

 

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2020 © IPAM - Instituto Paulista de Magistrados. Todos os direitos reservados.