Membro do IPAM participa de debate no último dia do Congresso da AMB

Membro ativo do IPAM, o desembargador Walter Barone, secretário-adjunto de Relações Internacionais da AMB e presidente do Grupo Ibero-americano da União Internacional de Magistrados (UIM), participou dos debates do AMB Talk neste sábado (14), último dia do XXIV Congresso Brasileiro de Magistrados, realizado pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), realizado no Centro de Convenções de Salvador, na Bahia. O magistrado fez parte do debate juntamente com um grupo de juízas afegãs que lutam em favor da consolidação dos princípios do Estado de Direito e da Independência do Poder Judiciário no Afeganistão.

O evento, um dos mais tradicionais da magistratura, reuniu durante três dias os mais significativos nomes do Direito, do Poder Judiciário e da sociedade civil com o objetivo de abordar os temas de interesse e promover o intercâmbio entre os diversos ramos da magistratura brasileira.

Na palestra que abriu a programação no último dia de evento, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, falou das milícias digitais e dos ataques à democracia, e fez uma enfática defesa da importância do Judiciário como garantidor da democracia no país. Em sua palestra o ministro, que é vice-presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e deverá assumir o comando do tribunal em agosto, afirmou que a Justiça Eleitoral garantirá eleições limpas e transparentes com urnas eletrônicas, apesar de ataques de milícias digitais, e que quem vencer será diplomado em dezembro

No dia anterior, nos painéis de que participaram no Congresso, também os ministros do STF, Edson Fachin e Luís Roberto Barroso, também haviam falado sobre o papel do Judiciário na defesa da democracia e, assim como Alexandre de Moraes, foram aplaudidos de pé pelos magistrados presentes.

O último dia de programação teve também a participação da palestrante global e uma das principais ativistas pelos direitos humanos Maha Mamo, libanesa filha de pais sírios que foi apátrida por 30 anos, e hoje é cidadã brasileira,

No final do evento foi lida e aprovada a Carta de Salvador, consolidando as formulações apresentadas durante o Congresso.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − cinco =

2022 © IPAM - Instituto Paulista de Magistrados. Todos os direitos reservados.