Jornal da Alesp divulga o Projeto Eu Tenho Voz na Rede

Em entrevista virtual ao Jornal da Alesp desta quinta-feira (4), a 2ª vice-presidente do Instituto Paulista de Magistrados (IPAM), Hertha Helena Rollemberg Padilha de Oliveira, idealizadora e coordenadora, detalhou como irá funcionar o Projeto Eu tenho Voz na Rede.

A juíza Hertha fala sobre a escolha de faixas etárias específicas para apresentar as quatro peças narradas por meio de vídeo e criadas pela Cia NarrAr Histórias Teatralizadas. “Normalmente elegemos a faixa etária dos 8 aos 12 anos, que é a faixa mais vulnerável ao abuso sexual, para apresentar as 4 peças, mas a gente sabe que as estatísticas envolvem crianças menores de 8 anos. Por isso é importante incluir uma história sobre a Fadinha, que é a partir dos 5 anos”.

A juíza também fez um alerta: “não adianta a gente levar os vídeos para a criança assistir em casa, por exemplo, porque a gente sabe que em torno de 70% dos casos de abuso sexual é praticado dentro da própria casa e por familiares da vítima. Então a gente corre o risco de agravar uma situação de violência se a gente for fazer esse tipo de ação dentro da própria casa”.

Assista a matéria completa aqui.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2020 © IPAM - Instituto Paulista de Magistrados. Todos os direitos reservados.