Blog

Jantar de Confraternização do IPAM comemora o ano de 2017 e o fortalecimento da Magistratura

15/12/2017

Notícias IPAM

Jantar de Confraternização do IPAM comemora o ano de 2017 e o fortalecimento da Magistratura

Por Amanda Toreli

Fotos - Camila Rodrigues

 

O Instituto Paulista de Magistrados ofereceu no último dia 30, um jantar de confraternização para comemorar as conquistas do ano de 2017 e compartilhar os votos de um grande ano para a Magistratura em 2018.

Em um ambiente informal, de encontro entre amigos, estiveram presentes mais de 80 pessoas. Entre elas, marcaram presença no evento, o Presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, Des. Paulo Dimas de Bellis Mascaretti, membro honorário do IPAM, o Presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros, Juiz Jayme de Oliveira Neto, que também é um dos fundadores do Instituto, a Juíza Vanessa Mateus, vice-presidente da Associação Paulista de Magistrados, APAMAGIS, a Juíza Manuela Paupério, presidente da Associação Sindical dos Juízes Portugueses e o Professor Doutor Paulo Borges Campos Junior, reitor da Universidade Metodista de São Paulo.

São muitos os motivos de comemoração para o IPAM no ano de 2017. O projeto Eu Tenho Voz, de conscientização de crianças e adolescentes quanto à exploração e abuso sexual através do teatro teve um crescimento significativo, trazendo resultados positivos como o aumento do número de denúncias. Outro motivo de orgulho tem sido a ampliação dos projetos de pesquisa do Instituto, que revela o crescimento e a consolidação do IPAM como um importante aliado dos Magistrados paulistas nas vertentes culturais e sociais. Ampliação, aliás, é a palavra que definirá o próximo mandato da Juíza Hertha Helena Rollemberg Padilha, atual presidente do IPAM, reeleita para o biênio 2018/2019.

“Para 2018, continuaremos com o projeto Eu Tenho Voz e tentaremos ampliá-lo através de parcerias e patrocínios, vamos manter a pesquisa, com o Panorama do Poder Judiciário e ampliar para áreas de pesquisa específicas, iremos também manter as edições que o Instituto faz e trabalhar firme e forte na certeza de que dias melhores virão”reforçou a Presidente.

O Juiz Jayme Martins de Oliveira Neto, presidente da AMB e um dos fundadores do IPAM, fala com orgulho das atuais conquistas do Instituto e dos sonhos para o futuro. “Acredito que uma das maiores conquistas do ano de 2017 para o IPAM foi o crescimento do Projeto Eu Tenho Voz, que está crescendo em várias regiões do País”, disse. Jayme acredita que a consolidação do Instituto como um braço social na Magistratura é algo a se comemorar. “Como fundador, a maior realização é poder ver o IPAM ganhando espaço e abrindo caminhos para a Magistratura nos cunhos social e cultural. O nosso sonho é que o Instituto continue crescendo”, comemorou.

O jantar oferecido pelo IPAM serviu também como uma oportunidade de fortalecimento e encorajamento entre os Magistrados. A Justiça Brasileira enfrenta um momento difícil que, de acordo com os presentes, será vencido com muito trabalho e perseverança. “Uma das grandes dificuldades da Magistratura para o ano de 2018 será a superação das críticas que o Judiciário vem sofrendo, sendo atacado de um modo geral”, apontou o Presidente da AMB.

O Presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, Des. Paulo Dimas de Bellis Masceretti expôs que a Magistratura deve responder às críticas que vem sofrendo com trabalho. “O Judiciário precisa mostrar para a sociedade a nossa dedicação, comprometimento, e o que é o verdadeiro Judiciário, principalmente o nosso Judiciário Bandeirante, que está mais próximo do cotidiano do cidadão, trabalhando diuturnamente. Sofremos pressões, ameaças e atentados, mas trabalhando dedicados, comprometidos e destemidos”, enfatizou. “Precisamos mostrar à população a importância de se ter no País juízes independentes, com garantias, livre da pressão política e do poder econômico. Este é um trabalho que o IPAM, sendo nosso braço cultural e social, tem feito muito bem”concluiu.

É possível dizer que o nome do ano de 2018 para a Magistratura Brasileira será Trabalho, tanto na assistência à sociedade, quanto na defesa do Poder Judiciário frente às constantes investidas contra a independência e valorização da Justiça. “É fundamental que a Magistratura esteja unida. Acredito que a Justiça está fazendo a sua parte em prol do objetivo de fortalecer cada vez mais a democracia, reduzir as injustiças e desigualdades no País e trazer amor, paz e justiça a todo, revelou a Presidente do IPAM, Juíza Hertha Helena.

 “Para o próximo ano, a expectativa é de muito trabalho, inclusive um trabalho de afirmação perante a Mídia e pessoas mal intencionadas que procuram detratar e diminuir a Magistratura. Temos que mostrar, além de trabalho, atitude e postura e isto, os Magistrados Paulistas estão preparados para fazer”, finalizou o Presidente do TJSP, Des. Paulo Dimas de Bellis Mascretti.

É verdade que a Magistratura brasileira enfrenará grandes desafios no próximo ano. Os votos do IPAM é de que todos eles sejam vencidos com um trabalho sério, justo e magnânimo e que, com esperança e fé, possamos nos ver do outro lado, ainda firmes e prontos para lutar as próximas batalhas.